sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Brasil é o único país no mundo a ter Residência Médica em Acupuntura

Caracterizada pela inserção de agulhas em pontos específicos da superfície do corpo, para tratar doenças e disfunções do organismo, a acupuntura é praticada na China há mais de três mil anos. O método, introduzido na medicina brasileira na década de 70, completou, em 2010, 15 anos, sendo reconhecida como especialidade médica pelo Conselho Federal de Medicina.

O título de especialização em acupuntura é adquirido da mesma forma como nas demais especialidades médicas. Após conclusão de curso de formação, reconhecido pelo CMBA - Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura, o médico se inscreve no concurso ao Título de Especialista em Acupuntura-TEAC, realizado anualmente pelo CMBA em parceria com AMB - Associação Médica Brasileira.


A acupuntura é oferecida como disciplina eletiva em várias faculdades do país, como Hospital das Clinicas da Universidade Federal de Pernambuco, Hospital de Base do Distrito Federal, Universidade Federal Fluminense, USP - Universidade de São Paulo, Escola Paulista de Medicina, Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo e Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, entre outras.


Outra forma do médico conseguir o título de especialista em acupuntura é através do programa de residência médica, estabelecida e autorizada, desde 2002, pelo Ministério da Educação, com uma carga horária de 60 horas semanais durante dois anos, num total de 5.800 horas. O Brasil, é o único país do mundo que possui programa de residência médica em acupuntura, mais um aspecto, que o referenda como país de vanguarda em relação a esta especialidade.


Objeto de estudos e pesquisas em renomadas instituições no mundo todo que, com base em um sólido trabalho científico, comprovam a eficácia e abrangência do método, a acupuntura no Brasil também está amplamente implantado nos serviços públicos de saúde, desde 1998, onde o SUS - Sistema Único de Saúde registra, anualmente, mais de 600 mil atendimentos.


Além das indicações mais conhecidas e tradicionais, como o alívio da dor e inflamação, a prática é recomendada para tratamentos neurológicos, psiquiátricos, ortopédicos, respiratórios, reumatológicos e digestivos, entre outros.


Cientificamente um ramo da medicina, reconhecida, em 1995, pelo CFM, como uma especialidade médica, que, para ser bem exercida, da mesma forma que várias outras especialidades, deve envolver o diagnóstico, prognóstico, prescrição e execução de procedimento invasivo, a enfermidade a ser tratada, mediante acupuntura, deve ser diagnosticada por um médico, devidamente habilitado ao exercício da profissão, a quem cabe também sua aplicação.


A prática da Acupuntura na China

Na China, a regulamentação, prevê que somente graduados em medicina estão habilitados a exercer a acupuntura. A formação em medicina pode ser feita em dois cursos distintos: Medicina Ocidental e Medicina Tradicional Chinesa, onde, este último compreende, por lei, um mínimo de 30% em conhecimento da medicina ocidental contemporânea, capacitando o graduado a estabelecer diagnóstico e prognóstico nas bases conceituais da medicina ocidental, aprendendo, no entanto, os tratamentos com base na Medicinal Tradicional Chinesa.


Para exercer a acupuntura, o médico graduado em Medicina Ocidental na China, terá que cursar mais dois anos de especialização, enquanto o graduado em Medicina Tradicional Chinesa já adquire estes conhecimentos durante sua graduação.

Saiba mais: http://www.cmba.org.br/principal/residencia_medica


* Fonte: Dr. Dirceu de Lavôr Sales, Médico, especialista em Acupuntura, supervisor do programa de residência médica em acupuntura do HC/UFPE e presidente do CMBA e Dr. Fernando Genschow, Médico, especialista em Acupuntura, supervisor do programa de residência médica em acupuntura do HBDF e secretário geral do CMBA - Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura (www.cmba.org.br), órgão oficial da acupuntura médica do país, reconhecido pelo Conselho Federal de Medicina, Associação Médica Brasileira, Federação Nacional dos Médicos e Comissão Nacional de Residência Médica.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

PanAmericano lança primeiro cartão para Pet Shop

Publico abaixo um interessante release, no entanto tenho uma questão.
O OBJETIVO DESSAS EMPRESAS SERÁ APENAS LUCRAR ÀS CUSTAS DOS ANIMAIS? Ou será que parte do lucro será revertido para ajudar as ONG´s sérias, para auxiliar nas campanhas de castração e para dar apoio a tantas outras ações necessárias em pról dos animais?


PanAmericano lança primeiro cartão para Pet Shop

Cartão é o primeiro no segmento e único que vem com foto do dono e do animal de estimação

São Paulo, fevereiro de 2011 - O Banco PanAmericano acaba de fechar parceria com a rede Pet Center Marginal, com o desenvolvimento do cartão PanAmericano Pet Center Marginal, o primeiro do mercado voltado para o segmento. O cartão estará disponível em todas as dez lojas da rede. Além disso, na unidade Pet Center Marginal Tietê, o PanAmericano está disponibilizando um sistema inovador de impressão de cartão na hora, ou seja, o cliente faz seu cadastro, apresenta os documentos, e em cinco minutos o cartão definitivo está pronto, e ainda será possível imprimir um cartão personalizado, com a foto do dono com o animal de estimação. Em breve, os clientes das demais lojas conseguirão solicitar também esse cartão personalizado, através de um sistema de envio de fotos.

O cartão PanAmericano Pet Center é um cartão internacional com as bandeiras Visa ou MasterCard, permite compras na rede de lojas e em outros estabelecimentos, oferece limites exclusivos para compras a vista e a prazo, incluindo parcelamento de fatura. Além disso, os clientes que adquirirem o cartão no seu lançamento irão participar de diversas promoções a partir da primeira compra.

Para Eliel Teixeira, diretor da área de cartões do PaAmericano, “o setor de pet shop é um importante nicho que ainda não havia sido explorado pelo mercado e vem crescendo anualmente. Com essa parceria, vamos atingir um público novo e que vem para complementar nossa já consolidada carteira de clientes. Com esta parceria ganhamos acesso aos mais de 100 mil clientes das lojas Pet Center Marginal e a rede ganha mais uma ferramenta de fidelização, passando a oferecer a seus clientes mais opções de crédito”, afirma.

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Dicas sobre venda de produtos. Sobre óleo de Copaíba e Linhaça

Recebo algumas solicitações de indicações sobre onde comprar produtos como Óleo de Copaíba, Óleo de Linhaça, Aveloz e outros.

Não costumo indicar fontes e além disso tenho notado que existem "espertinhos" no mercado oferecendo produtos a preços exorbitantes.  Muitos desses estão na mídia, nos programas de radio, TV e Internet. Mas tem gente séria também atuando.


Especificamente sobre o óleo de Copaíba, o produto custo baratíssimo, por volta de R$ 10,00 reais ou menos e pode ser encontrado nas boas lojas de produtos naturais, de ervas ou de manipulação.

Algo pouco sério ocorre com o óleo de linhaça, algumas empresas vão à mídia e começam a divulgar algum produto milagroso, normalmente em algum programa de rádio com bastante audiência. Eles não dizem que é óleo de linhaça e batizam o produto com um nome qualquer. Basta escutar o programa por minutos para ouvir maravilhas a respeito e depoimentos de pessoas que mudaram a saúde com o produto. As pessoas com boa fé, ligam e normalmente empuram o que eles chamam de um tratamento completo. As pessoas acabam aceitando pois afinal o pagamento é parcelado e as vantagens apresentadas compensarão o investimento. A pessoa compra, e ao receber se prestarem atenção verão que compraram óleo de linhaça pagando varias vezes aquele que seria o preço normal do produto.

Se você quer adquirir produtos como óleo de Linhaça e de Copaíba procure empresas sérias e tome cuidado com os enganadores. Eles estão aos montes pelo mercado.

Recomendo também que antes de decidir pela compra de um produto verifique se existe pesquisa científica a respeito, se o produto comprovadamente apresenta os benefícios alegados e de preferência procure antes um profissional de saúde.

sábado, 5 de fevereiro de 2011

É preciso

 
 
É preciso
Silenciar a mente.
Sentir a pulsação do universo.
Deixar-se acariciar pelo vento.
Perder a nocão do tempo.
 
É preciso 
Respirar profundamente
Deixar ir a carga negativa
Enxergar com os olhos da mente
Reconectar-se ao Divino
Renovar em nós a vida